• Reaction Consultoria

Principais Nomes da Administração - Parte Final

Atualizado: Nov 12



Chegamos a última parte dos principais personagens da Administração e quais foram as suas contribuições. E qual o intuito disso? É que você gestor, empresário ou empreendedor precisa saber que tudo que somos e fazemos hoje tem um longo histórico de evoluções por trás, e assim como toda ciência, muitas das descobertas e iniciativas do passado ainda se perpetuam e são aplicadas com sucesso em nas empresas.


E o mais importante é que várias dessas descobertas se transformaram em técnicas básicas de gestão que são muitas vezes, erroneamente, negligenciadas por grandes e pequenos negócios.


Dada a extensão do assunto e com a intenção de não deixarmos ninguém de fora dividimos em 3 partes: Primórdios da Administração; Gestão Científica; A Era Moderna.


Mas antes de entrar na Era Moderna, vamos falar da Teoria Administrativa e Burocrática.


TEORIA ADMINISTRATIVA


HENRI FAYOL


Fayol foi treinado como engenheiro de mineração e tornou-se diretor. Por sua própria experiência, ele formulou e escreveu artigos sobre suas ideias de teoria administrativa já em 1900. Sua primeira menção aos "elementos" da administração veio em um livro publicado em 1916 intitulado Gestão Geral e Industrial. Identificou os principais elementos ou funções da gestão como planejamento, organização, comando, coordenação e controle. Planejamento e organização receberam a maior parte de sua atenção em seus escritos. Fayol acreditava que a gestão poderia ser ensinada, que a capacidade gerencial era extremamente necessária à medida que se movia para cima da escada, e que a gestão era uma atividade separada aplicável a todos os tipos de empresas. Os princípios de gestão de Fayol incluíam: divisão do trabalho, autoridade, disciplina, unidade de comando, unidade de direção, subordinação dos interesses individuais ao interesse geral, remuneração, centralização, cadeia escalar, ordem, equidade, estabilidade de pessoal, iniciativa e moral.


TEORIA BUROCRÁTICA

MAX WEBER


A obra de Max Weber (1864-1920), intelectual alemão, é cronologicamente paralela à de Fayol e Taylor. Foi professor, editor, consultor governamental e autor. Weber usou o conceito de "burocracia" como um arranjo organizacional ideal para a administração de organizações de grande porte. O conceito de Weber do melhor sistema administrativo era na verdade semelhante ao de Taylor. Alguns dos elementos essenciais de Weber incluíam divisão do trabalho e cadeia de comando. Ele também acreditava que a seleção deveria ser baseada em qualificações técnicas, as nomeações dos funcionários/gerentes devem ser baseadas em qualificações, os gestores não devem ser proprietários e regras impessoais e uniformes devem ser aplicadas.



A ERA MODERNA

Uma revolução de qualidade varreu o setor empresarial durante a última parte do século XX. O termo universal utilizado para descrever esse fenômeno foi "gestão total da qualidade" ou TQM. Esta revolução foi liderada por um pequeno grupo de gurus de qualidade, os mais conhecidos foram W. Edwards Deming (1900-1993) e Joseph Juran (n. 1904).


EDWARDS DEMING


Deming, um americano, é considerado o pai do controle de qualidade. Na verdade, Deming sugeriu que a maioria dos problemas de qualidade não são culpa dos funcionários, mas do sistema. Ele enfatizou a importância de melhorar a qualidade, e criou os 14 pontos de Demming, que serão trazidos mais detalhadamente em um novo post. Sugerindo uma reação em cadeia que leva ao aumento do lucro. com a qualidade melhorada, os custos diminuem por causa de menos retrabalho, menos erros, menos atrasos e melhor uso do tempo e dos materiais; e assim o aumento da produtividade; aumento da participação de mercado com melhor qualidade e preços; (4) a empresa aumenta a rentabilidade e permanece no negócio; e (5) o número de empregos aumenta.





JOSEPH JURAN


A experiência de Joseph Juran o levou a concluir que mais de 80% de todos os defeitos de qualidade são causados por fatores dentro do controle da gestão. Ele se referiu a isso como o "princípio Pareto". A partir dessa teoria, desenvolveu uma trilogia de gestão que incluía planejamento de qualidade, controle e melhoria. Juran sugeriu que fosse selecionada uma área que tenha problemas crônicos de qualidade. Deve ser analisada e, em seguida, uma solução é gerada e finalmente implementada.


PETER DRUCKER


Peter Drucker (n. 1909) contribuiu duradouramente para entender o papel de gestor em uma sociedade empresarial. Ele propôs que em todas as decisões o gestor deve colocar as considerações econômicas em primeiro lugar. Drucker reconheceu que pode haver outras consequências não econômicas da decisão gerencial, mas que a ênfase ainda deve ser colocada no desempenho econômico.


DANIEL WREN


Daniel Wren (n. 1932) é considerado uma das principais autoridades na história do pensamento gerencial. Ele é um dos escritores mais prolíficos neste campo. Seu livro didático, The Evolution of Management Thought, tem como foco descrever a história da gestão, fornecendo uma estrutura conceitual para a compreensão da evolução da gestão. Tanto sua pesquisa quanto seu ensino nesta área levaram muitos a considerar Wren como um dos gurus da história da gestão do século XX


BONÛS - COMPORTAMENTAL

ELTON MAYO


Elton Mayo (1880-1949) ingressou na faculdade de Harvard em 1926 como professor associado de pesquisa industrial, e dois anos depois foi convidado a trabalhar com a Western Electric, como parte do grupo de pesquisa de Harvard, para continuar os estudos de Hawthorne. Mayo ficou intrigado com os resultados iniciais dos primeiros estudos de iluminação que mostraram que a produção havia aumentado após mudanças na iluminação — mais brilhantes ou mais escuras — mas ninguém sabia por quê. Mayo acreditava que o aumento da produção veio de uma mudança de atitude mental no grupo à medida que os trabalhadores se transformavam em uma unidade social. Outros experimentos similares foram realizados, a partir desses, concluíram que os funcionários têm necessidades sociais e físicas, e os gestores precisam de um mix de habilidades gerenciais que incluam habilidades de relações humanas.


CONCLUSÃO

E assim terminamos o passeio pelos grandes nomes da administração, vimos novamente que conceitos aparentemente modernos, mal implementados até hoje pelas empresas, na verdade são bem antigos.



Em se tratando de mapeamento de processos e elaboração de procedimentos, somos especialistas nesses serviços, caso tenha interesse agende uma consulta para analisarmos a sua situação.


#pioneiros #administração #pensadores #teoriageraldaadministração #mapeamentodeprocessos #processos

Referência: Wren, Daniel A. A Evolução do Pensamento Gerencial. Nova Iorque, NY: John Wiley & Sons, 2004