• Reaction Consultoria

O que o tal do Macroambiente? Parte II


VOLTEMOS A PESTE

Essa é a segunda e última etapa sobre Macroambiente, e apenas para relembrar, uma empresa nunca está sozinha, estará sempre envolvida junto a diversos atores externos/ambientes que moldam o macroambiente que está inserida.

Esses atores são conhecidos como PESTE, ou PESTA: Político, Econômico, Social, Tecnológico e Ambiental (Environment em Inglês).

No post anterior tratamos sobre os ambientes Político e Econômico, nesse artigo, trataremos dos demais.

SOCIAL

Esse ambiente envolve os fatores que afetam a sociedade, seus comportamentos, preferência, valores, cultura e demografia. Muitas empresas falharam miseravelmente ao lançar empreitadas, seja o lançamento de um produto ou entrando em uma nova região, ignorando esse importante ambiente.

Por exemplo, em algumas culturas, certos símbolos podem carregar imagens extremamente negativas, que em outras culturas serão bem vindas, e vice-versa.

Um caso clássico é a suástica, símbolo do nazismo no ocidente utilizado por Hitler, no oriente ela existe há milhares de anos e é um famoso símbolo de boa sorte. Até mesmo a Coca-Cola já a utilizou como marketing, mas isso foi antes de 1939, hoje, provavelmente ela deseja que ninguém mais lembre desse momento.

Um outro aspecto muito importante que vale ser citado, é a questão Demográfica, tão importante para certos autores, que como dito na Parte I do post, é considerado um ambiente, assim como os demais da PESTE.

A demografia vai te trazer, em grandes números, as informações sobre a população local, como a quantidade de homens e mulheres, de pessoas com X anos de idade, expectativa de vida, religião dominante, composição étnica, etc.

E todos esses dados irão suportar as decisões estratégicas de sua empresa, por exemplo, ao saber que determinada região tem uma quantidade muito pequena de adolescentes do sexo feminino, será necessária cautela ao lançar um empreendimento que atenda, especificamente, a esse público nesse local.

TECNOLÓGICO

O ambiente tecnológico diz respeito as tecnologias, e hoje, mais que nunca, o mundo digital e como ele pode afetar o seu negócio. Esse ambiente é considerado o mais feroz e perigoso, diferentemente das demais, possui alta velocidade de transformação e mutação.

Grandes e pequenas empresas digitais surgem a todo momento, derrubando ou competindo igualmente com empresas seculares, temos diversos exemplos disso, como Uber, Netflix, Amazon, Google, Facebook, etc. E o cenário tende a continuar dessa forma por um tempo, com diversas empresas nascendo a todo momento se aproveitando de inovações tecnológicas.

Ignorar esse ambiente, é estar na contramão de um caminho saudável para sua empresa, e isso não se aplica somente as grandes, hoje temos ifood e ubereats, que ajudaram consideravelmente o pequeno negócio alimentício, propiciando um maior alcance para os restaurantes de bairro.

A tecnologia pode fazer seu produto melhor, a distribuição mais eficiente, reduzir custos, aumentar a competitividade, a capacidade de produção, mas também, pode da noite para o dia, tornar uma empresa ou produto rapidamente obsoleto, tirando de competição.

Hoje, nesse ambiente, a palavra-chave é Inovação, se manter atualizado com as novas tecnologias é a forma mais eficiente de se manter vivo no mercado.

AMBIENTAL

Ignorado durante bastante tempo, as empresas cresceram descontroladamente sem avaliar os impactos ambientais, mas isso começou a mudar em meados dos anos 90, após perceberem os estragos, muitos deles sem retorno. Desde então, diversas leis, ONGs de proteção e a própria sociedade tem exigido cuidados e entendimento desse ambiente.

Dito isso, toda empresa/produto hoje deve, minimamente, entender quais os impactos que suas atividades e consumo geram para evitarem o risco de sofrerem sanções, sejam sociais, como a rejeição pela população, sejam legais, como uma multa ou impedimento do funcionamento.

Como exemplo recente, temos a lei que proibiu o uso de canudos, e como cada empresa resolveu se adaptar a isso, algumas simplesmente não mais disponibilizaram, e outras resolveram utilizar canudos de biscoito, agregando valor ao seu produto, ou simplesmente passaram a utilizar canudos de papel, cada uma se adaptando a sua maneira.

Mas como todos os ambientes, esse também possui o lado positivo, hoje temos uma crescente social de apoio ao tema, e muitas empresas/produtos com um forte senso ambiental, acabam ganhando consumidores fieis, um grande exemplo disso é a Natura, internacionalmente conhecida pela preocupação com o meio ambiente.

CONCLUSÃO

Como vimos, todas as empresas estão cercadas por um macrombiente complexo, que pode gerar oportunidades, mas também trazer grandes ameaças, que podem exterminar negócios desatentos. Ignorá-lo não é o caminho, portanto, é de suma importância que os empresários, profissionais de marketing, gestores, etc. Entendam e estejam sempre avaliando o macroambiente que está inserido, e perceba as oportunidades e ameaças para que não sejam surpreendidos ou percam chances de crescimento.

E a melhor forma de estruturar uma varredura inicial no macroambiente, de maneira estruturada, é utilizar a PESTE como guia, que são os ambientes:

  • Político;

  • Econômico;

  • Social;

  • Tecnológico;

  • e Ambiental.

Em um próximo post iremos falar sobre Microambiente.

Esquema Gráfico:

Quer saber mais? Entre em contato agora!

Reaction Recomenda:

Confira mais recomendações para você e seu negócio em nossa área de conhecimento.

#Organização #EmpresadeConsultoriaEmpresarial #ConsultoriaEmpresarial #PlanejamentoEstratégico #ObjetivosEstratégicos #Estratégia #Transformação #Mudança

© Reaction Consultoria